CRIO PRESERVAÇÃO CORDÃO UMBILICAL – BANCO PÚBLICO OU PRIVADO?

[singlepic id=442 w=320 h=240 float=]


A crio preservação do sangue do cordão umbilical em Portugal tem sofrido grandes avanços nos últimos anos. Para além das empresas privadas existe também um banco público de preservação do sangue do cordão umbilical.

Descrevemos as principais características dos dois sistemas de preservação do sangue do cordão umbilical, para que na hora de fazer a escolha por um banco público ou privado possa fazer essa escolha com o máximo de informação possível.

>>> CARACTERÍSTICAS DOS BANCOS PRIVADOS DE PRESERVAÇÃO DE SANGUE DO CORDÃO UMBILICAL

AMOSTRAS

As amostras são propriedade privada da família, podendo apenas ser usadas pelos próprios ou por algum familiar compatível. Podem armazenar-se um número ilimitado de amostras.

UTILIZAÇÃO CLÍNICA

As amostras crio preservadas em bancos privados destinam-se a transplantes autólogos (para o próprio) ou alogénicos (para outra pessoa) no seio da família.
Existe ainda um conjunto de possíveis futuras aplicações clínicas, nomeadamente na área da medicina regenerativa, em que a utilização autóloga será sempre a preferencial, e nesse caso, só os bancos privados poderão garantir essa possibilidade de utilização.

CUSTOS

Os bancos privados cobram pela aquisição do kit e subscrição do serviço de crio preservação por um determinado período de tempo, no caso da crio preservação ter sido feita com sucesso.

>>> CARACTERÍSTICAS DO BANCO PÚBLICO DE PRESERVAÇÃO DE SANGUE DO CORDÃO UMBILICAL

AMOSTRAS

A amostra é doada pela família à sociedade:

– as amostras doadas deixam de ser propriedade dos dadores;

– qualquer pessoa, desde que compatível, poderá, no futuro, usufruir da amostra.

Gosta de realizar Eventos? Faça disso a Seu Emprego? Veja aqui como o pode fazer >

É apenas possível armazenar um número limitado de amostras: as amostras crio preservadas são representativas do “pool genético” da população em geral; as que não cumprem os requisitos são doadas para investigação ou descartadas.

UTILIZAÇÃO CLÍNICA

As amostras crio preservadas em bancos públicos destinam-se a transplantes alogénicos, ou seja, para outra pessoa que não o dador das células estaminais. O dador não terá direito de preferência sobre a amostra que doou.

Existem fortes evidências científicas que comprovam que a taxa de sucesso no uso de sangue do cordão umbilical em tratamentos é maior quanto maior for a variedade de amostras.

CUSTOS

A criopreservação não tem custos associados para o doador. Este não terá, no entanto, conhecimento do fim dado à amostra que doou.

CONCLUSÕES

O banco público de preservação de sangue do cordão umbilical é adequado a famílias que queiram partilhar a sua recolha e queiram usufruir da recolha de todos os dadores de sangue do cordão umbilical do mundo. É também adequada a quem pretender poupar o valor que os bancos privados de preservação de sangue do cordão umbilical cobram.

Os bancos privados preservação de sangue do cordão umbilical são adequados a quem não pretende partilhar a sua colheita de sangue de cordão umbilical e não pretende também usufruir das recolhas de sangue do cordão umbilical dos demais dadores do banco público.

BANCOS EXISTENTES EM PORTUGAL

Banco Público de Doação de Sangue do cordão umbilical

LUSOCORD

Bancos Privados de Doação de Sangue do cordão umbilical

CRIOVIDA

CRIOESTAMINAL

BEBÉ VIDA

Mais coisinhas para crianças:


Comments

comments

Powered by Facebook Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *