12 dicas para educar os seus filhos

educar criancas

Não é fácil falar de educação de crianças. Ninguém é perfeito e não existe propriamente uma ciência exacta. Cada criança é uma criança e cada pai também é um ser único. Assim a forma de educar que funciona na perfeição para uma criança e um pai pode não funcionar noutros.
É normal que assim seja e até é bom. É o sinal que somos seres humanos diferentes e variados e é nessa diferença que somos todos melhores.
As dicas que aqui deixo podem não ser consensuais. Mas são as que usei na educação dos meus filhos e deram certo. Se tiver alguma dica que não concorde ou que queira acrescentar use os comentários desta matéria para o fazer. Com a sua contribuição todas podemos melhorar a nossa forma de educar.

Um ponto prévio que não é uma dica, mas que foi uma descoberta que foi fazendo ao logo dos tempos:
EDUCAR EXIGE PACIÊNCIA!
Depois de um dia de trabalho, correrias e problemas para resolver é normal os pais chegarem a casa cansados. No entanto os filhos estão em casa e precisam de atenção, cuidados e carinhos. É preciso ter paciência e fazer um esforço, que por vezes pode ser grande, e educar as crianças da melhor forma.

Vamos então às dicas de educação que funcionaram aqui por casa:

1- Manter a calma.
Esta é a dica principal. Respire fundo antes de chamar a atenção. Existe discutir com o seu filho. Especialmente se estiver com um “ataque de raiva”. A raiva faz com que digamos o que não queremos. Magoamos e assustamos a criança.

2- Conversar com o seu filho.
Tente entender o que se passa com a criança e não tente impor à força a sua ideia. Conversar implica ouvir. Não pense numa conversa como um monólogo. Se conseguir entender o que se está a passar com a criança já deu o primeiro passo para encontrar a solução para o seu problema.

3 – Educar com o exemplo.
Mostre ao seu filho o comportamento adequado a cada situação. A forma correcta de o fazer é dar o exemplo. O seu filho vai aprender mais com o seu exemplo do que com os seus ensinamentos teóricos. Esta dica vale para tudo. Desde falar mal de outros nas costas, a lavar os dentes, mãos, etc. Se a criança encontrar um padrão e uma rotina a ter rapidamente se integrará nela.

4 – Jamais recorra a palmadas, tapas, insultos e palavrões.
Se cometemos um erro não gostamos de ser maltratados, logo também não o vamos fazer com os nossos filhos. Devemos tratar os nossos filhos com o respeito que gostamos de ser tratados pelos nossos amigos, colegas e família.

5 – Não misturar assuntos.
Teve um dia difícil e está cheio de stress acumulado. Sabemos que é difícil chegar a casa e desligar o botão. Mas tem de aprender a faze-lo. O seu filho não pode servir para descarregar o seu mau dia. Um hábito humano terrível que subsiste há muito é descarregarmos as nossas tensões nos mais frágeis.
6- Mantenha as suas conversas sentado.
Sentado vai estar a olhar o seu filho olhos nos olhos. vais criar uma maior proximidade e intimidade. Que pode ainda aumentar se lhe segurar as mãos. Esta intimidade ajudará a criança a ganhar confiança e a acalmar mais facilmente.

7 – Considere as opiniões dos seus filhos.
Ensine as suas crianças a pensar. É o maior ensino que lhe pode oferecer para o seu futuro. Tome decisões em conjunto e comprometa-o com os resultados que vão alcançar em conjunto. Se tudo der certo dê-lhe os parabéns. Se correr mal explique-lhe o que aconteceu e avaliem o que correu mal e como podem melhorar para a próxima tentativa.

8- Valorize os feitos dos seus filhos
Pequenos elogios valem ouro. Se a criança se portou bem elogie-o. Não precisam ser grandes feitos. O seu pequeno arrumou a louça depois do jantar? Elogie. Vestiu-se sozinho? Valorize. Pequenas acções grandes elogios. Ele vai tomar o gosto em ser elogiado e vai fazer mais e mais para merecer o seu elogio.

9- Regras claras.
Indique ao seu filho quais são os comportamentos que não deve ter. Explique o porque de não dever ter esses comportamentos e ajude-o a entender o porque dessa decisão.

10- “Prevenir é melhor que remediar”
é um provérbio antigo que se mantém válido nos dias de hoje. Sempre que precisar de fazer algo com os seus filhos esclareça o que vão fazer. Desta forma ele estará informado e saberá como se deve comportar. Esta atitude estabelece uma relação de confiança que deve ser fomentada com atribuição de pequenas tarefas à criança. Por exemplo: se for a um supermercado deve indicar-lhe o que vão lá comprar. E deve deixar que ele leve o carro de compras e ajude a encontrar o que pretendem comprar.

11- Peça desculpa.
Esta deveria ser a dica número 1. Mas é a 11 que é um duplo 1 e que pode ser visto como tendo o dobro da importância. Eles aprendem com o exemplo. Se você não pede desculpa ele também não pedirá. Pedir desculpa é um acto de amor e respeito e esses são os valores que você sente pelo seu filho.

12 – Nada exija mais do que a idade permita.
Os nossos filhos são pequenos e têm limitações naturais. Estão num processo de aprendizagem que demora muitos anos. Se a criança é capaz de come sozinha incentive-a. Será normal que no inicio ela não o saiba fazer sem se lambuzar ou deixar cair a comida no chão. É normal que assim seja. Não pretenda que o seu filho saiba logo como comer de faca e garfo.

Mais coisinhas para crianças:


Comments

comments

Powered by Facebook Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *