Obesidade infantil em Portugal

 [singlepic id=17 w=320 h=240 float=]

Os números são assustadores…

Em 100 crianças portuguesas, 32 têm problemas de excesso de peso. Dessas 32, 14 são obesas. Ou seja, os números continuam a subir no nosso país, no que diz respeito ao peso das crianças.
É essa a principal conclusão do Estudo Nacional de Obesidade Infantil, divulgado no II Fórum de Projectos de Prevenção de Obesidade que decorreu recentemente no Hospital de Santa Maria, em Lisboa. O estudo é da responsabilidade da Direcção-Geral da Saúde, através da Plataforma Contra a Obesidade.

 Em Portugal a prevalência da obesidade e excesso de peso na infância atingiu os 31,6 por cento, ao passo que nos EUA, ronda os 30,2 por cento.

O estudo analisou o índice de massa corporal de 3.847 crianças do 1.º Ciclo do Ensino Básico de 185 escolas de todo o país – uma amostra representativa da realidade nacional.

Gosta de realizar Eventos? Faça disso a Seu Emprego? Veja aqui como o pode fazer >

Rapazes e raparigas são igualmente afectados pelo problema: 52,1 por cento das crianças afectadas são rapazes, 47,9 são raparigas. A idade em que o peso começa a ser excessivo é, em média, também idêntica em ambos os sexos: 7 anos e meio.

Açores: região com maior prevalência de obesidade infantil
Outra conclusão apresentada diz respeito à distribuição geográfica da doença: os Açores são a região com maior prevalência de obesidade e pré-obesidade (21 por cento para cada estádio da doença); o Algarve é a região com menos crianças gordas (6,8 por cento de obesos e 10,7 de pre-obesos).

Portugal: terceiro país da União Europeia com maior prevalência da doença
O Estudo Nacional de Obesidade Infantil integra-se no Sistema Europeu de Vigilância de Obesidade Infantil da OMS. Será uma ferramente essencial para vigiar a evolução da doença, tendo actualizações de dois em dois anos. Portugal é dos países europeus com maior prevalência de excesso de peso e obesidade na infância: apenas Espanha, com 35 por cento, e Malta, com 36, têm valores superiores.

Mais coisinhas para crianças:


Comments

comments

Powered by Facebook Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *