Segurança das crianças no automóvel

[singlepic id=29 w=320 h=240 float=]

Ainda existem pais que facilitam demasiado no tansporte das suas crianças dentro do automóvel e infelizmente os acidentes acontecem mesmo… Deixo-vos aqui algumas dicas para que possam estar informados e zelar convenientemente pela segurança dos vossos filhos.

É preciso ter consciência de que as crianças não são pequenos adultos. A primeira regra é simples: as crianças devem sempre viajar com cinto de segurança e em dispositivo de retenção adequado ao peso e à idade. Cerca de 50% dos passageiros de trás envolvidos em acidentes são crianças com menos de 10 anos de idade. Por tudo isto, a segurança infantil a bordo tem sido alvo de especial atenção por parte da Renault.

Os sistemas de retenção, a que habitualmente chamamos “cadeirinhas”, estão divididos em vários grupos, de acordo com o peso e a idade das crianças:
Até aos 2 anos (Grupo 0/O+) : O pescoço é uma área vital a proteger. A cabeça de um bebé tem praticamente metade do seu peso total e a estrutura óssea ainda não tem resistência máxima. Para diminuir os riscos de ferimentos em caso de acidente, as crianças até aos 18 meses devem viajar numa cadeira tipo “concha” de costas viradas para a frente. É importante lembrar que a cadeira não pode ser instalada à frente, caso o carro esteja equipado com Airbag. A abertura do Aribag poderia causar ferimentos no bebé. Por isso, a Renault equipa todos os modelos com um conveniente dispositivo que permite desligar o Airbag do lugar do passageiro da frente.

Dos 2 aos 4 anos (Grupo 1/1+): Continua a ser a zona da cabeça a que merece maior atenção. As crianças devem viajar atrás, numa cadeira apropriada, viradas para a frente e sempre com o cinto apertado. Parece óbvio, mas a verdade é que há muita gente que se “esquece” e, em caso de acidente, as crianças são projectadas contra as costas dos bancos da frente, com consequências muito graves.

Gosta de realizar Eventos? Faça disso a Seu Emprego? Veja aqui como o pode fazer >

Dos 4 aos 10 anos (Grupo 2/3): O cinto de segurança do veículo continua a não ser suficiente, devido à altura das crianças, além de que pode causar lesões abdominais. O chamado assento elevatório permite a utilização segura do cinto de três pontos de fixação. A zona pélvica fica correctamente posicionada e o risco de ferimentos é reduzido em 30%.

Via: Blogue do Bebé

Mais coisinhas para crianças:


Comments

comments

Powered by Facebook Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *